domingo, 9 de julho de 2017

Fernanda Correia Dias. Fotógrafa . Nuvem rosa

Ajuste fino. Isso mesmo. Ajuste fino.
Você tem que buscar isso para você se quiser ter ajuste fino.
É desenvolver uma percepção da pertinência e importância daquilo que você está fazendo e como está fazendo. Daquilo que está dizendo e como está dizendo. Daquilo que está pensando e como está pensando. Para onde está indo, para onde está se levando, perguntar a si mesmo o que você está fazendo com você. Você quer ter ajuste fino? Tem que buscar isso para você. Não é sozinho... É com pessoas da sua família. Os que te amam. Os que querem o seu bem.
As pessoas que te amam muito vão te dizer com  amor o que pensam sobre, e vão dizer mais detalhadamente se forem perguntadas por você sobre os detalhes. E se elas souberem. Se não souberem vão buscar ajuda ao seu lado. E vão dizer o que sentem ou o que fazem com o que sentem e como fariam.  Pergunte sempre para estas pessoas da sua família que você sabe que te amam.
O que é falta de ajuste fino? É você fazer um juízo equivocado; é partir para cima sem considerar quem você é; é propagandear inverdades; é falar por falar; é julgar por intrigas, suspeitas; é cultivar a raiva; é querer o mal do outro; é cobrar indevidamente; é não perceber a hora certa; é empurrar quem já está caindo; é tomar de alguém o que não é seu; é machucar com palavras; se meter em grupos que estranha; é não ouvir sua intuição, não acreditar na sua estima, na sua educação;  não respeitar-se; não respeitar o outro; é não conversar com o seu próprio desejo, espírito e consciência se perguntando sabiamente quem é o vírus  invasor que está te desestabilizando; te escravizando; fazendo você sofrer e trata-lo com sabedoria.
Quem destruiu, reconstrói. Quem errou, conserta. Quem se equivocou, esclarece. Quem sabe fazer o bem, faz primeiro para si mesmo. 
Fernanda Correia Dias
in Ajuste fino, sempre e já.




Nenhum comentário:

Postar um comentário