sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Minha Mãe escreveu na minha mão que eu sou dela. 
Maria Mathilde. Foto Fernanda Correia Dias

Minha Mãe me disse que escreveu na minha mão que eu sou dela.
E me fez ler em uma  mão um M e na outra, outro M.
E me fez dizer: Minha Mãe Maria Mathilde.
E escreveu no meu caderno estes Ms bonitos, iguais aos que ela escreveu na minha mão quando eu estava dentro dela. E me explicou como que eu fiquei dentro da barriga dela e como eu saí.
E como o meu nome tem "M" de Maria, minha mãe me ensinou a fazer Ms...
E abria a minha mão bem aberta e me dizia aqui Maria e abria a minha outra mão e dizia: Aqui Mathilde!
E depois abria e dizia: Aqui nesta mão:Mamãe! Aqui, Mathilde!
Abro minha mão e leio Minha Mamãe Maria Mathilde.
Ela escreveu tudo isso e eu leio e mostro para os meus olhos o que ela escreveu na minha mão: MMM
São três Ms... 
As mães sabem o que escrevem. E nós sabemos quem é a nossa mãe.
Reconhecemos a respiração.
Fernanda Correia Dias
in Perpétuo




Nenhum comentário:

Postar um comentário